Pix à noite: Banco Central limita transferências das 20h às 06h

De acordo com o BC, essa é uma medida para evitar a prática de fraudes e roubos a pessoas físicas via Pix

A partir de agora, transferências noturnas por Pix só serão permitidas se forem menores que R$ 1 mil | Imagem: Shutterstock
A partir de agora, transferências noturnas por Pix só serão permitidas se forem menores que R$ 1 mil | Imagem: Shutterstock

por Loyane Lapa
Publicado em 06/10/2021 às 10:38
Atualizado às 10:38

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Nesta semana, o Banco Central começou a limitar a quantidade de dinheiro enviada por Pix à noite. A partir de agora, todas as transferências enviadas pelo meio de pagamento não podem ultrapassar o valor máximo de R$ 1.000,00.

Essa é uma tentativa do BC de evitar a prática de fraudes, sequestros e roubos noturnos, principalmente a pessoas físicas, que são as vítimas mais procuradas para essas situações.

Além disso, vale lembrar que essa regra vale somente para pessoas físicas. Pessoas jurídicas não foram afetadas pelas novas regras de Pix à noite.

Apesar do Pix ser o mais comentado, as regras também valem para agendamentos, TED, DOC, pagamentos em boletos e compras com o cartão de débito. 

De acordo com o Banco Central, é possível que os usuários solicitem à sua instituição financeira a remoção desse limite. No entanto, essa aprovação não é automática e pode levar de 24h a 48h para a liberação.

Com essa mudança, os bancos também passam a oferecer os seguintes serviços:

  • Limitação de transferências em período diurno e noturno: agora os clientes podem limitar um valor para transferências diurnas e um valor menor para o Pix à noite;

  • Cadastramento prévio de contas: agora, os clientes também podem cadastrar contas liberadas para o recebimento de quantias maiores de dinheiro. Assim, contas que não fazem parte desse “ciclo habitual” ficam limitadas a receber valores maiores de 1 mil reais.

Para solicitar todas essas novidades, basta entrar em contato com a instituição financeira a qual você possui conta e pedir a inclusão desses serviços. 

Por fim, vale ressaltar também que a partir do dia 16 de novembro chegarão novidades e medidas adicionais para o Pix. Entre elas estão o bloqueio de transferências de dinheiro via Pix para pessoas físicas em até 72 horas, caso a conta levante suspeitas de uso para fraudes.

Fontes: Banco Central e Agência Brasil.

TAGS