Auxílio Emergencial 2021: tudo que você precisa saber sobre a nova fase do programa

Pagamentos iniciaram no último dia 6 e esperam beneficiar 45,6 milhões de pessoas

Auxílio Emergencial 2021
Auxílio Emergencial 2021 - Shutterstock

por Gabriela Campos
Publicado em 19/04/2021 às 11:11
Atualizado às 11:11

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

No dia 6 de abril, o Governo Federal iniciou os pagamentos do Auxílio Emergencial 2021, um importante programa de auxílio financeiro destinado às pessoas afetadas pela pandemia da Covid-19. 

A nova fase do Auxílio irá alcançar 45,6 milhões de brasileiros, os quais receberão o benefício em quatro parcelas de R$150 a R$375, variando de acordo com os requisitos de cada modalidade. No total, a nova etapa do programa terá um custo de R$43 bilhões de reais aos cofres públicos.

Este novo momento do programa, porém, pode gerar algumas dúvidas aos beneficiários e por isso listamos abaixo algumas perguntas e respostas sobre as principais regras.

1) Quem irá receber o benefício?

O Auxílio Emergencial 2021 será pago para todas as pessoas que, em dezembro de 2020, se encontravam elegíveis para recebimento do Auxílio Emergencial ou Auxílio Emergencial Extensão e que não estejam enquadradas em nenhuma das situações listadas no site da Caixa, tópico “Quem não tem direito”. 

2) Quem não pode receber?

A lista é grande e pode ser acessada na íntegra diretamente pelo site da Caixa. Entre a lista dos não-beneficiários, estão: trabalhadores com emprego formal ativo e cidadãos com renda familiar mensal por pessoa acima de meio salário-mínimo.

3) Qual o valor do benefício? 

O valor pode sofrer variação, de acordo com a composição familiar:

- Se a família for composta por apenas uma pessoa, o benefício é de R$ 150,00 por mês;

- Se a família for composta por mais de uma pessoa, o benefício é de R$ 250,00 por mês;

- Se a família for chefiada por mulher sem cônjuge ou companheiro, com pelo menos uma pessoa menor de dezoito anos de idade receberá, mensalmente, R$ 375,00.

4) Quantas parcelas serão pagas?

Nesta nova fase serão disponibilizadas até quatro parcelas, as quais serão pagas de abril até junho. Contudo, as quatro parcelas só serão pagas caso a família continue atendendo aos critérios de seleção do Auxílio.

5) Os beneficiários do Bolsa Família também receberão o Auxílio Emergencial?

Quem recebe o Bolsa Família será incluído no Auxílio Emergencial apenas se o valor do Auxílio for maior do que o do Bolsa Família. Ou seja, se o seu benefício do Bolsa Família é de R$300,00 e você se enquadra na categoria do Auxílio para recebimento dos R$375,00, você terá o benefício do Bolsa Família suspenso por quatro meses para que receba os valores do Auxílio Emergencial exclusivamente. Não há a possibilidade de acúmulo de benefícios.

6) Calendário de pagamentos

Os pagamentos da primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021 iniciaram dia 6 de abril e estão sendo feitos de acordo com a data de nascimento do beneficiário (exceto para quem faz parte do Programa Bolsa Família, já que, neste caso, o calendário seguirá as regras do mesmo). 

O último grupo dessa primeira fase, os nascidos em dezembro, receberão o crédito em conta apenas no dia 30/04. 

7) Saque e movimentação digital

É importante frisar que os valores depositados na Poupança Social Digital dos beneficiários (exceto quem faz parte do Programa Bolsa Família) não poderão ser sacados de imediato, apenas movimentados através do aplicativo CAIXA Tem.

Conforme observado no calendário disponibilizado pela Caixa Econômica, os valores só estarão disponíveis para saque cerca de 20 dias úteis depois do recebimento do valor em crédito na conta. 

Fonte: Caixa Econômica Federal

Leia também