Por que a variação do dólar afeta o dia a dia dos brasileiros?

Entenda porque a cotação do dólar tem o poder de bagunçar o seu orçamento mensal

Dólar
Dólar - Shutterstock

por Gabriela Campos
Publicado em 12/05/2021 às 09:00
Atualizado às 09:00

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Uma alta significativa no dólar e pronto, a conta do mercado fica mais cara, a gasolina vai às alturas e todo mundo se pergunta: por que cargas d’água a variação do dólar afeta tanto o meu orçamento mensal?

1 - Porque tudo está conectado 

Seu carrinho no mercado pode conter apenas produtos produzidos no Brasil, mas a possibilidade de ter ali algum produto que sofreu impacto no custo de produção por conta de uma alta no dólar é imensa. Isso se dá por conta dos insumos usados durante a produção.

Ou seja: produtos importados sofrerão aumento, claro, mas produtos produzidos em território nacional também estão sujeitos a terem seus valores alterados, já que em sua cadeia de produção estes produtos podem precisar de algum insumo importado, o qual teve seu valor afetado com a variação da moeda norte-americana.

2 - Porque tudo está em movimento (e utilizando combustível)

Como explicado no tópico acima, se na cadeia de produção de um produto houver algum insumo cujo valor tenha sido afetado, o preço final do produto também será. Agora pensa comigo: quais produtos são impactados por conta do aumento no preço do petróleo ou da gasolina e do diesel? Se a sua resposta foi “todos” ou “praticamente todos”, você está corretíssimo(a)!

Com a alta do dólar, fica mais caro importar petróleo e seus derivados, como a gasolina e o diesel. Esse aumento reflete direto no orçamento de brasileiros comuns, como eu e você. Os produtos no mercado ficam mais caros (como reflexo dos combustíveis utilizados no transporte dos alimentos), a gasolina e o etanol encarecem e as finanças pessoais precisam de ajustes importantes para seguirem com saúde.

3 - Porque se um sobe, o outro sobe também

Apesar da pandemia, algumas viagens internacionais ainda estão ocorrendo, sejam elas para turismo ou trabalho. Com a alta do dólar comercial (este que está ligado às transações comerciais internacionais), o dólar turismo sobe também, o que acaba mexendo com todo o planejamento financeiro de quem está com uma viagem internacional marcada.

Então a variação do dólar é só negativa?

Sim? Não? 

É bem ruim sim, mas não é negativa.

As variações e possíveis altas do dólar são negativas em vários pontos, contudo, para algumas empresas e indústrias a alta é positiva. 

Os produtos brasileiros que são exportados seguem o valor do dólar comercial, sendo assim, a empresa brasileira que trabalha com exportação, durante estes períodos de alta, continua vendendo para o mercado internacional e recebendo em dólar, como sempre fez. Contudo, ao transformar este valor em real, o lucro obtido naquela venda será maior.

É claro que essa possibilidade de lucro não é regra geral, uma vez que a alta dos insumos também pode afetar o custo da produção, porém, caso essa possibilidade se torne uma realidade, essa alta pode ocasionar a abertura de novos postos de trabalho e de oportunidades de desenvolvimento para a população e, consecutivamente, para o país.

Leia também