Nubank protocola registro de IPO nos Estados Unidos e BDRs na B3

Por enquanto, o processo de IPO se dará de forma confidencial. Mas a expectativa é que aconteça entre novembro e dezembro de 2021.

O IPO do Nubank vai acontecer nos Estados Unidos
O IPO do Nubank vai acontecer nos Estados Unidos - Shutterstock

por Loyane Lapa
Publicado em 28/10/2021 às 13:30
Atualizado às 13:30

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Esta semana, a Nu Holdings, empresa que controla o Nubank, protocolou na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) seu registro de Oferta Pública Inicial (IPO) nos Estados Unidos, junto da Securities and Exchange Commission.

Juntamente da IPO, também foi feita a solicitação de registro e listagem de emissor estrangeiro, registro e admissão para a negociação de Brazilian Depositary Receipts (BDR) e registro de oferta de distribuição de BDRs na Bolsa de Valores Brasileira, a B3.

Nesse sentido, o IPO da Nubank acontecerá nos Estados Unidos, mas simultaneamente fará também a oferta de recibos de ações em território brasileiro. Seguindo assim a sua projeção de oferta pública global.

Para quem aguardava mais notícias, no entanto, terá que esperar. Os dois processos acontecem de maneira confidencial. Por isso, não há outras informações disponíveis para consulta sobre esse IPO, que é um dos mais aguardados do país. 

Em julho, o fundador do Nubank, David Velez, disse à Folha de São Paulo que apesar da intenção de realizar uma oferta pública inicial, não há pressa no Nubank para que isso aconteça logo. Mas, a expectativa é de que ocorra nessa reta final de ano, entre os meses de novembro e dezembro.

O que é certo é que, pela primeira vez, o Nubank conseguiu alcançar o seu primeiro lucro líquido desde a sua fundação. Foram R$ 76 milhões no primeiro semestre de 2021.

Inclusão de investimentos em ações acontecerá em breve

Recentemente, o Nubank também anunciou que incluirá em breve o investimento em ações em seu portfólio de produtos e serviços financeiros. Sua ampliação na área de investimentos começou a acontecer no segundo semestre de 2020, quando o Nubank adquiriu a corretora de investimentos Easynvest.

Em agosto, o Easynvest passou a ser chamado de Nu Invest, transformando e dando uma nova roupagem de comunicação com os usuários. 

Por fim, a expectativa sobre o IPO do Nubank é alta entre os clientes que se interessam nesse assunto e especialistas da área. O fato é que o crescimento da fintech é surpreendente e tem tudo para chamar a atenção de mais investidores internacionais.

TAGS