Nubank passa a ser a instituição financeira mais valiosa da América Latina

Após precificar suas ações em US$ 9, Nubank passa a valer o equivalente a 233 bilhões de reais.

Uma boa recepção da fintech no mercado pode possibilitar a entrada de outras fintechs e startups na bolsa americana
Uma boa recepção da fintech no mercado pode possibilitar a entrada de outras fintechs e startups na bolsa americana - Divulgação: Nubank

por Loyane Lapa
Publicado em 09/12/2021 às 13:10
Atualizado às 13:10

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Acontece hoje a oferta inicial de ações (IPO) da fintech Nubank e os papéis agora já estão precificados. As ações de Classe A do Nubank custarão cerca de US$ 9 na Bolsa de Valores de Nova York. 

Com isso, além de ser o terceiro maior IPO de 2021 nos Estados Unidos, o Nubank passa a ser a instituição financeira mais valiosa de toda a América Latina, já que passa a valer US$ 41,7 bilhões e ultrapassa o Itaú Unibanco.

O valor da ação do Nubank foi revelado ontem (08) através de documento enviado à Securities and Exchange Commission (SEC), um dia antes de sua estreia na NYSE. A expectativa é de que o IPO do Nubank sirva como um indicador do apetite de investidores por fintechs em mercados emergentes.

Por isso, a torcida é de que a estreia da fintech na bolsa de valores americana seja bem recebida. Isso porque, em caso de estreia positiva, várias outras startups e fintechs podem vir a listar ações nos Estados Unidos. Por outro lado, caso a recepção seja fraca, essas mesmas empresas podem adiar seus planos para outro momento.

Esse título de instituição financeira mais valiosa é visto como uma maneira de ressaltar como as fintechs estão enfrentando bancos físicos em um cenário bancário altamente concentrado da América Latina. 

Vale lembrar que o Nubank possui pouco mais de 8 anos. A instituição foi criada por David Velez, um colombiano que sentiu dificuldades para fazer uma conta corrente no Brasil por conta da burocracia solicitada no processo. 

Atualmente, a empresa cresceu e possui diversos produtos e serviços financeiros, além de sua própria empresa de investimentos, a Nu invest.

Redução de preço da IPO

Há uma semana de seu IPO, o Nubank reduziu sua avaliação em cerca de 20%. Essa foi uma medida cautelar por conta da fraca demanda de investidores em fintechs bancárias com baixa lucratividade.

Mas, além de reduzir, o Nubank também reuniu alguns investidores âncora com apetite para adquirir pelo menos 1,3 bilhão de dólares em ações, incluindo sócios atuais como Sequoia e Tiger Global, e novos, como SoftBank Latin America.

Com o respaldo da Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, da Tencent Holdings e da Sequoia, entre outras empresas do mercado, o Nubank planeja utilizar os recursos adquiridos no IPO para capital de giro, despesas operacionais e de capital, além de usar uma parte também para a área de aquisições.

Por fim, empresas como a Morgan Stanley, Goldman Sachs, Citigroup e Nu invest lideram a oferta como coordenadores globais.

Com informações de Reuters.