Criptomoedas passarão por ‘grande correção’ em 2022, dizem especialistas

Como resultado, especialistas desestimulam novos investidores a entrarem no mercado de criptomoedas por conta da ‘grande correção’.

Períodos de correção em criptomoedas são essenciais para que elas continuem aumentando de valor
Períodos de correção em criptomoedas são essenciais para que elas continuem aumentando de valor - Shutterstock

por Loyane Lapa
Publicado em 10/12/2021 às 16:30
Atualizado às 16:30

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

2021 foi o ano para criptomoedas. Vários investidores passaram a considerar esse tipo de investimento e o Bitcoin foi a grande aposta.

Estudos indicam que mais da metade dos investidores que essa moeda digital possui hoje entraram para este universo nos últimos 12 meses. Isso se deve ao período de valorização que o ativo chegou, principalmente por conta das promessas de que o Bitcoin chegaria aos US$ 100 mil.

No entanto, a Natixis Investment Managers, empresa de gestão de ativos globais, fez um levantamento com especialistas institucionais sobre o mercado de criptomoedas. A pesquisa foi divulgada pela Bloomberg na última quarta-feira.

E o que surpreende é que as mesmas instituições que aderiram ao mercado de criptomoedas em 2021 estão alertando sobre uma possível ‘grande correção’ em 2022.

De acordo com a pesquisa, mais da metade das instituições que participaram da pesquisa acreditam que os criptoativos são os principais candidatos a sofrer as piores perdas do mercado financeiro no ano que vem. Em seguida, vem os títulos de renda fixa (45%), as ações (41%) e as ações das empresas de tecnologia (39%).

Além disso, esses investidores dizem que um dos principais motivos para essa ‘grande correção’ seria a interrupção da política de estímulo monetário do Banco Central dos Estados Unidos (Federal Reserve).

Seja lá qual for o destino dessas criptomoedas, o Bitcoin já vem passando por um período de correção após chegar a marca de US$ 68,7 mil.

O que são essas ‘grandes correções’?

As ‘grandes correções’ nada mais são do que momentos de queda de um ativo. Esse é um período muito comum vivido entre criptomoedas após um longo período de valorização dentro do mercado. Então isso significa que, sempre que um ativo financeiro passa por momentos de alta, ele também passa por momentos de queda.

Essas correções são inclusive necessárias para a estabilidade. Assim, logo após o momento de baixa, esse ativo pode voltar a subir de novo. Quase como se fosse um ciclo natural dos ativos digitais.

Por isso, se você é um investidor iniciante, saiba agir com cautela no próximo ano. Escolha ativos que estejam mais estáveis e reconhecidos no mercado. Ah, e aproveite também os momentos de baixa, já que muitas pessoas costumam abandonar ativos nesse período com medo das perdas financeiras.

Com informações de CoinTelegraph.