Como se proteger da inflação com investimentos?

Em tempos de alta nos juros, é necessário proteger da inflação o seu dinheiro. Veja agora opções de renda fixa e renda variável.

Neste momento, o ideal é fugir da caderneta de poupança
Neste momento, o ideal é fugir da caderneta de poupança - Shutterstock

por Loyane Lapa
Publicado em 04/01/2022 às 15:30
Atualizado às 15:30

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Acumulada acima dos 10%, a inflação vem sendo a grande inimiga dos brasileiros. Além de diminuir o seu consumo, ela também prejudica o seu dinheiro, fazendo com que ele valha menos. Por isso, é necessário se proteger da inflação.

Mesmo sendo o favorito dos brasileiros, a poupança não é um bom investimento nesse momento. Apesar de “render mais” por conta da alta na taxa básica de juros, seu dinheiro acaba perdendo para a inflação. Então, mais do que nunca, vale a pena investir o seu dinheiro em locais que não o desvalorizem.

Por isso, separamos algumas opções de investimentos para se proteger da inflação. Confira agora!

Em renda fixa:

Em primeiro lugar, vale a pena entender quais são os seus motivos para investir. O dinheiro que você está guardando é apenas para uma reserva de emergência ou para uma meta de médio ou longo prazo? Após ter em mente quais são suas intenções, aí sim podemos partir para o tipo de investimento.

De forma resumida, caso o seu investimento seja voltado para o curto prazo ou pretenda fazer uma reserva de emergência, ou seja, um investimento que você fará a retirada em no máximo 2 anos, a melhor opção é focar em investimentos que utilizem a taxa Selic ou o CDI como indexador. Apesar de não proteger tanto da inflação, esses são os investimentos com vantagens quanto a retirada desse valor.

Já para quem possui metas focadas no longo prazo, o ideal é focar em investimentos que utilizem o IPCA como indexador, como o Tesouro IPCA, por exemplo, oferecido como um título de investimentos pelo Tesouro Direto

“Mas o IPCA não é o indicador oficial da inflação?” Sim, ele é! No entanto, o Tesouro IPCA, por exemplo, acrescenta uma porcentagem em cima desse indicador de 5%. Ou seja, o seu dinheiro vai render com a inflação e você ainda terá um ganho em cima disso, superando a desvalorização que a inflação traz para seu dinheiro.

Em renda variável:

Para aqueles investidores com um perfil mais aberto e suscetível a investir em renda variável, existem várias opções para este momento. Como o mercado de ações está em baixa para várias empresas, esses investidores podem aproveitar para comprar ações de empresas enquanto elas estão em baixa. 

Vale lembrar que esse momento de queda é persistente e que essa é uma estratégia ideal para aqueles que pensam em rendimentos a longo prazo

Outra opção vantajosa nesse momento é investir em aplicações em dólar. Por conta da inflação, é comum que o preço do real caia em comparação à moeda estadunidense. Então essa pode ser uma estratégia para se proteger da inflação, sem ficar no prejuízo.