Ações: o que fazer em períodos de queda?

O ano de 2021 foi marcado por períodos de queda em vários setores da economia. Veja o que fazer nesse tipo de situação!

É necessário cautela para agir com sabedoria, principalmente no mercado de ações
É necessário cautela para agir com sabedoria, principalmente no mercado de ações - Shutterstock

por Loyane Lapa
Publicado em 10/01/2022 às 16:30
Atualizado às 16:30

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Economicamente, 2021 não foi um ano fácil. Além de ter sido marcado por uma segunda onda de Covid-19 e alta da inflação, o ano também foi marcado por períodos de queda em vários tipos de investimentos, principalmente de renda variável.

Entre eles, foi possível perceber essa tendência no mercado de criptomoedas, ETFs, fundos imobiliários e em ações.

Mas a grande questão é: você sabe como lidar com períodos de queda em investimentos? Por serem investimentos de renda variável, ou seja, imprevisíveis, é necessário que o próprio investidor tenha muito discernimento para lidar com a situação. Há quem opte por vender, mas será que essa é a melhor opção?

Pois é. Quem investe em ações sabe que em momentos de instabilidade econômica, esse é o tipo de investimento que sofre as principais consequências. E isso acontece porque esse investimento reflete as projeções do futuro de quem investe.

Aqui no Brasil, por exemplo, com a elevação da taxa Selic e da inflação e vários outros índices estagnados, é comum que o mercado demonstre receio. Além disso, o cenário desfavoreceu o crescimento de várias empresas. Então é comum que ações e outros ativos relacionados a esse tipo de mercado demonstrem sinais de queda. 

Por isso, mais importante do que se lamentar por esse momento é saber o que é melhor para você nessa fase. Afinal, o mercado de ações possui momentos de alta e de baixa, o que exige bastante inteligência e pulso firme de quem investe. 

Nesse sentido, o primeiro passo a ser tomado é: aja com calma. Apesar dessa onda de queda já prevalecer dessa maneira há algum tempo, é necessário ser esperto e se beneficiar desses períodos. 

Muitos investidores no desespero optam por vender seus ativos para não sair no prejuízo. No entanto, o mercado de renda variável tem essa situação como uma consequência. Ou seja, ao vender, você ainda estará no prejuízo.

Então, antes de mais nada, a melhor opção é justamente avaliar o mercado a longo prazo. A maioria das quedas em ações são momentâneas e ao vender suas ações, você pode ter muitos arrependimentos no futuro.

Saiba aproveitar o momento

Momentos de queda em Bolsas de Valores são frequentes. Por isso, os mais experientes enxergam esse período como uma oportunidade de aumentar seus investimentos. E isso é possível através da compra de ações. 

Comprando ações em momentos de baixa é possível encontrar bons ativos com preços ótimos e que futuramente podem lhe render bons lucros e resultados.

Por fim, antes de qualquer passo precipitado é importante estudar o cenário, entender o que vem prejudicando o ativo para, aí sim, tomar uma medida. 

Com informações de UOL Economia.