As 10 criptomoedas mais promissoras para investir em 2021

Está pensando em investir em criptoativos? Então confira já esse ranking!

Criptomoedas
Criptomoedas - Shutterstock

por Redação FE
Publicado em 07/08/2021 às 15:00
Atualizado às 15:00

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Quando falamos em criptoativos, o bitcoin surge quase que como um sinônimo para criptomoedas. Contudo, apesar de ser a moeda mais conhecida, ela não é a única existente no mercado. Atualmente, estima-se que existam mais 10 mil criptos disponíveis para investimentos. 

Bitcoin, Ethereum, Polkadot, Cardano, Binance Coin e Uniswap: esses são só alguns dos nomes desses milhares de criptoativos, os quais fazem parte do ranking das criptomoedas mais promissoras do mercado, segundo a plataforma Monnos

Confira abaixo o ranking completo:

1 - Bitcoin (BTC)

2 - Ethereum (ETH)

3 - Polkadot (DOT)

4 - Cardano (ADA)

5 - Binance Coin (BNB)

6 - Uniswap (UNI)

7 - PancakeSwap (CAKE)

8 - Theta (THETA)

9 - Avalanche (AVAX)

10 - Compound (COMP)

“Como já era de se esperar, o Bitcoin é a criptomoeda que lidera o ranking. Parte disso é graças ao seu desempenho em 2020, já que o ativo rendeu mais de 400% só no último ano. Além disso, dentro do mercado de criptos, o Bitcoin é o que tem mais domínio, com ocupação acima de 50%. Na prática, isso significa que quando a sua valorização aumenta, a de outros criptoativos tendem a subir também”, explica Rodrigo Soeiro, CEO da Monnos.

Coladinho com o Bitcoin, porém, está a Ethereum, que mesmo não sendo tão popular fora do universo dos investimentos, é muito relevante para a criptoeconomia. “A Ethereum é uma rede blockchain descentralizada de código aberto, focada em executar contratos inteligentes e construção de aplicativos descentralizados. Ela possibilita a constituição de boa parte dos tokens hoje disponíveis na criptoeconomia, como o próprio MNS Token, criptomoeda da Monnos”, pontua o especialista.

E a Cardano, será?

Ocupando o 4º lugar do ranking está a Cardano que em 2021 já valorizou mais de 600%. “2021 não estava nem na metade e a Cardano já possuía uma valorização de mais de 600%. Logo, é mais uma criptomoeda que precisa ser observada de perto, não apenas pela sua valorização, mas pelo projeto por trás que no longo prazo demonstra muito potencial”.

Criada em 2017, a Cardano se diferencia por essa uma cripto projetada para garantir que todos os proprietários participassem da operação de rede. Isso significa que, na prática, todos que possuem posse da Cardano têm direito de voto em qualquer mudança que o software possa vir a ter.

Outra moeda em crescimento e que merece muita atenção dos criptoinvestidores é a Binance Coin (5º lugar), que já é a terceira maior criptomoeda do mundo, atrás apenas do Bitcoin e da Ethereum. “O Binance Coin foi criado como um 'utility token' para incentivar o uso da plataforma Binance, e já se tornou algo muito maior do que a plataforma, tanto que, nos últimos 12 meses, ele subiu 3.000%”, detalha Rodrigo. 

Com informações de: Monnos.

Leia também