IR 2021: 3 casos em que você pode estar devendo dinheiro para a Receita e não sabe

Se você recebeu dinheiro de uma dessas formas, fique atento e corra já regularizar seus impostos junto à Receita Federal

Será que você está devendo para a Receita
Será que você está devendo para a Receita - Shutterstock

por Gabriela Campos
Publicado em 28/04/2021 às 13:00
Atualizado às 13:00

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Que o Imposto de Renda é cheio de pequenos detalhes todos nós já sabemos, contudo, o que não sabemos, muitas vezes, é quais são esses detalhes. Por isso, hoje estamos aqui para mostrar para vocês 3 situações em que você pode estar devendo para a Receita Federal sem ao menos saber disso. 

Renda obtida através do recebimento de aluguel

Proprietários de imóveis alugados durante o ano de 2020, com valores mensais acima de R$1.903,98 são obrigados a pagarem, mensalmente, o Carnê-leão, que nada mais é do que o recolhimento mensal dos impostos em cima daquele aluguel. 

O não pagamento deste imposto mensal pode gerar problemas com a Receita e, convenhamos, ninguém quer crise com o Leão, né? Por isso, caso você não tenha feito o pagamento do Carnê-leão e ainda não tenha enviado a sua Declaração IR 2021, corra até o site da Receita e regularize a sua situação antes de transmitir a sua declaração.

Através do site da Receita Federal, você deverá baixar o sistema do Carnê-leão em seu computador e fazer os lançamentos dos valores, mês a mês. O cadastramento destes valores recebidos irá gerar o Documento de Arrecadação Federal, o Darf, o qual deve ser pago para que sua situação comece a ser regularizada.

“Comece” a ser regularizada pois não para por aí! Como você realizou o pagamento do Carnê-leão em atraso, valores de multas e juros precisarão ser pagos também, contudo, através de outra plataforma. Para gerar estes novos boletos, mês a mês, referentes às multas e juros, acesse o site da Sicalc e siga as orientações.

Após efetuar o pagamento destes Documentos, acesse o programa do Carnê-leão, clique na opção “Exportar para o IRRF 2021” e salve o arquivo em seu computador. Ele será extremamente útil e deve ser importado ao sistema no momento da sua declaração.

Renda obtida através de pensão alimentícia

No caso da pensão alimentícia, as regras são iguais às citadas acima com referência ao recebimento de aluguéis. Ou seja, se você ou algum menor de idade que esteja sob sua tutela, receberam pensão alimentícia em 2020 acima de R$1.903,98 ao mês e não pagaram o imposto mensal por meio do Carnê-leão, é hora de se regularizar (seguindo os mesmos passos explicados acima).

Caso a pensão seja recebida por um indivíduo menor de idade, é imprescindível que o carnê seja cadastrado com o CPF do menor beneficiado. 

Renda obtida através de trabalho autônomo

Se você é autônomo, mas não é regularizado (MEI ou ME) e possui renda mensal a partir de R$1.903,98, o Carnê-leão está te aguardando no site da Receita Federal também. 

Aqui também vale os mesmos passos listados no primeiro tópico: acesse o site da Receita > baixe do programa do Carnê-leão 2020 > preencha os dados e faça o pagamento do Darf > acesse o site da Sicalc e faça o pagamento dos juros e multas por atraso > exporte os dados para o IRFF 2021 e salve em seu computador. 

Para saber mais sobre a base de cálculo mensal, as porcentagens de alíquota e dos valores a serem deduzidos, acesse o site da Receita Federal. Em caso de dúvidas durante o processo de regularização, entre em contato com a Receita Federal ou procure um profissional especialista na área. O que não vale é ficar marcando bobeira e acabar nas garras do Leão!

Leia também