Entenda como funciona o Pix Cobrança, nova ferramenta criada pelo BC

Visto como a evolução do boleto bancário, novidade espera trazer mais agilidade para os pagamentos

Pix Cobrança está no ar!
Pix Cobrança está no ar! - Shutterstock

por Gabriela Campos
Publicado em 18/05/2021 às 10:00
Atualizado às 10:00

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

O Banco Central (BC) liberou para os bancos e as demais instituições financeiras que adotam o Pix uma nova funcionalidade do sistema de pagamentos: o Pix Cobrança. 

A novidade, que em muito se parece com a função de um boleto bancário, foi colocada no ar na última sexta-feira (14) e já é vista como uma versão melhorada do tradicional boleto. As instituições financeiras participantes, contudo, terão até o dia 1° de julho para disponibilizar a experiência completa da nova funcionalidade Pix, com leitura do QR Code e pagamento em data futura, de acordo com o Banco Central.

Como irá funcionar?

Tal como um boleto, o Pix Cobrança será uma forma de pagamento, via QR Code, que permitirá a inclusão de juros, multas e descontos. Para isso, o cliente terá que abrir o aplicativo da instituição financeira, fotografar o código QR com a câmera do celular e fazer o pagamento pelo Pix com a data atual, com encargos e abatimentos calculados. 

Quais benefícios a novidade traz?

A inclusão do Pix Cobrança nas opções de pagamento traz benefícios tanto para as pessoas físicas quanto para as jurídicas, sendo uma dessas facilidades a tão falada instantaneidade dos pagamentos.

Sabe aquela blusinha que você, pessoa física, comprou por boleto e que, mesmo tendo realizado o pagamento do documento no instante seguinte, só foi liberada para envio 3 dias depois, por conta do prazo de compensação do tal do boleto? Olha o Pix Cobrança agilizando as coisas por aqui!

Com o uso do Pix Cobrança, o pagamento e a conclusão da transação são feitos instantaneamente, em qualquer dia ou horário da semana. Dessa forma, no instante em que você pagar pelo produto - via Pix Cobrança -, a loja ou comerciante poderá identificar o pagamento na hora e, quem sabe, até já despachar seu pedido.

Para as pessoas jurídicas, o benefício também é bem relevante já que a partir do momento que o consumidor escolher o Pix Cobrança como forma de pagamento, em apenas alguns instantes você terá a comprovação de que a compra foi finalizada e poderá riscar a peça do seu estoque definitivamente. 

Ou seja, os consumidores não vão mais precisar aguardar os dias de compensação bancária e os comerciantes não vão mais precisar “segurar” aquela peça até a comprovação do pagamento do boleto, já que por conta da agilidade da transação via Pix, o esqueminha de comprou - pagou - enviou ficará mais rápido.

Leia também