Fraudes de criptomoedas: conheça dicas para não cair em ciladas!

Segundo a CVM, as fraudes de criptomoedas são os investimentos mais utilizados para a aplicação de golpes!

Esse tipo de fraude traz muitos prejuízos para quem investe, já que esse tipo de investimento não é segurado pelo FGC.
Esse tipo de fraude traz muitos prejuízos para quem investe, já que esse tipo de investimento não é segurado pelo FGC. - Shutterstock

por Loyane Lapa
Publicado em 27/10/2021 às 16:30
Atualizado às 16:30

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Desde que conquistou seu espaço no mercado financeiro, os investimentos em ativos digitais se tornaram um dos queridinhos dos brasileiros. Para ter ideia, atualmente, o Bitcoin é o terceiro investimento favorito de acordo com pesquisa da FGV e Hashdex.

No entanto, com a mesma velocidade que surgiram os investimentos, vieram também as fraudes de criptomoedas. Principalmente as que envolvem o Bitcoin, por conta da sua supervalorização no mercado. 

Segundo a empresa de inteligência em criptografia CipherTrace, fraudes com criptomoedas alcançaram US$ 1,9 bilhão em 2020. E no Brasil, esses golpes financeiros também vem fazendo vítimas cada vez mais vítimas.

Por isso, separamos para vocês algumas dicas para evitar ciladas e cair em fraudes de criptomoedas! 

1. Desconfie sempre de pessoas que vendem uma “mudança de vida” após investir em criptomoedas

Hoje em dia, é muito fácil e comum encontrar pessoas que incentivam outras pessoas a investirem tudo que tem em Bitcoin para mudar de vida! Isso pode até acontecer, mas desconfie sempre de quem promete altos lucros em pouquíssimo tempo.

Nesse sentido, caso você tenha a intenção de investir em criptomoedas, o primeiro a se fazer é entender como funciona esse mercado. Em seguida, procure locais de confiança como corretoras de valores (exchanges) especializadas nesse tipo de serviço.

Vale lembrar que os investimentos em criptomoedas são considerados investimentos variáveis, que não possuem garantia. Ou seja, é necessário entender os riscos.

2. Não acredite em pirâmides financeiras

E essa dica vai muito além de ativos digitais. Uma das fraudes de criptomoedas que chamou a atenção à pouco tempo, sobre o “faraó do Bitcoin” usava justamente desse artifício para fazer suas vítimas, incluindo famosos como o humorista Rafael Portugal.

Por isso, fique de olho e não aceite nenhuma proposta desse tipo!

3. Cuidado com corretoras falsas

Um outro cuidado essencial para não cair em fraudes de criptomoedas é escolher uma corretora de confiança, com especialistas da área. Então, é importante que você identifique o melhor local para investir o seu dinheiro em ativos digitais.

Busque informações em sites de reclamações, como o ReclameAqui, e também certifique-se de que a corretora é uma instituição financeira regularizada!

Agora que você já sabe como evitar fraudes de criptomoedas, que tal compartilhar esse artigo com alguém que tem interesse no assunto?

TAGS