Confira maneiras de economizar na Ceia de Natal

Com produtos mais caros, toda maneira de economizar para a Ceia de Natal é pouca. Veja dicas importantes!

Neste momento, os consumidores podem optar pela substituição de alimentos na ceia
Neste momento, os consumidores podem optar pela substituição de alimentos na ceia - Shutterstock

por Loyane Lapa
Publicado em 06/12/2021 às 10:30
Atualizado às 10:30

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

O consumidor já percebeu que os produtos do mercado estão cada vez mais caros. E com a chegada de dezembro, surge outra preocupação: a Ceia de Natal. Estimativas realizadas pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), em novembro, já era possível enxergar um aumento de 5,91%.

Ainda assim, a Fipe ressaltou que é possível que esses preços subam ainda mais por conta de produtos sazonais que passam a ser vendidos somente neste período.

Mas saiba que é possível ter a sua Ceia de Natal completa, sem deixar de se alimentar bem e o mais importante: economizando muito. Confira a seguir nossas dicas para esse momento especial que se aproxima!

1. Comece desde já a definir o cardápio da ceia e o número de pessoas

A Ceia de Natal é uma refeição que exige planejamento. Por isso, nada mais importante do que ter em mente o cardápio e o número de convidados que estarão presentes nesse momento. Essa é uma maneira de evitar o exagero de comida e, consequentemente, o desperdício de alimentos.

Outra dica é pensar em refeições que agradem a todos. Um exemplo é a famosa uva-passa. Muitos não gostam desse tipo de alimento misturado com salgados, o que faz com que sobre muito e estrague. Então é melhor fazer um alimento preparado normalmente e deixar a uva-passa para servir à gosto. 

2. Ceia de Natal colaborativa

Quem come também precisa contribuir com a Ceia de Natal, certo? Pois é. Por mais você preze pela união, vale ressaltar para os convidados que esse é um momento econômico difícil e que esse esforço valerá a pena para manter todos juntos. 

E aqui, cabem duas opções:

  • planejar a refeição da ceia e distribuir entre os convidados para saber quem pode levar o que na noite de Natal;
  • distribuir o que é necessário para cada refeição entre os convidados, fazer com que cada um compre e deixar uma pessoa responsável pelo preparo.

Dessa  maneira, cada um passa a ser um pouco responsável pela noite.

3. Vá ao mercado com antecedência

Muitas pessoas acham que quanto mais perto do Natal, maiores são as ofertas. No entanto, não é assim que acontece. Por conta da alta procura, os mercados adoram esse período para aumentar os preços em cima da hora, assim, os consumidores se sujeitam a pagar o valor imposto para ter sua ceia natalina.

Nesse sentido, nada melhor do que comprar os alimentos da ceia com bastante antecedência. Assim, as chances de economizar nos produtos são maiores e você não vai precisar gastar seu tempo em enormes filas às vésperas da ceia. 

4. Substitua alimentos

Como a Ceia de Natal vai ficar mais cara, o ideal é que os consumidores optem por diversificar os produtos. Opte por frutas sazonais, escolha peixes para as refeições e frutas e verduras sazonais para esse período. 

Muitos preferem comprar os produtos tradicionais e passar no cartão de crédito, numa tentativa de postergar os gastos para o mês seguinte. Porém, essa não é uma boa alternativa. Portanto, o melhor jeito mesmo é diversificar e optar por outros pratos que fujam dos caros e tradicionais. 

Outra maneira de economizar é optando por produtos nacionais ou alternativos àqueles que você consumiu em ceias anteriores. Desse jeito é possível ter uma Ceia de Natal farta sem pesar no bolso de todo mundo!

Com informações de QuiteJá.