Fazer um bom currículo é mais simples do que você imagina

Os 5 passos que farão o seu currículo chamar a atenção dos recrutadores

Dicas para um bom currículo
Dicas para um bom currículo - Shutterstock

por Gabriela Campos
Publicado em 05/06/2021 às 09:00
Atualizado às 09:00

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Você manda um, dois, três, quatro, cinco, infinitos currículos e não recebe retorno. O coração palpita, quando muito, surge um novo e-mail na caixa de entrada, mas ao abri-lo, percebe que nada mais é do que aqueles e-mails de feedback automático agradecendo a participação no processo e avisando que você não foi selecionado. É, procurar um emprego não é fácil. 

Contudo, não estamos aqui para chorar com você e sim para te ajudar a dar tchau para esses dias de luta. Confira abaixo 5 pontos importantíssimos que você deve levar em consideração na hora de criar o seu currículo.

1)  Chuva de informações pessoais? Aqui não!

Quando você vai abrir uma conta em banco, o gerente pede todas as suas informações pessoais, como CPF, RG, Comprovante de residência, Certidão de Nascimento, etc. Você passar essas informações para ele é mais do que normal, afinal, elas precisam estar ali.

Agora, por que cargas d’água o recrutador vai querer ter acesso a essas informações? Ele não quer saber disso não, amigo(a)! No currículo, você deve colocar apenas o básico. Segue abaixo a nossa recomendação:

- Nome completo;

- E-mail;

- Telefone de contato;

- Cidade onde mora;

- Idade ou data de nascimento;

- Linkedin (se tiver).

2) Informe a sua formação acadêmica

É muitíssimo importante que você o descreva em seu currículo de maneira clara, mas com informações completas, a sua formação acadêmica.

Se você tem o primeiro ou segundo grau completo, descreva o nome da escola em que concluiu e também o ano, conforme demonstrado no Exemplo 1. 

Caso você tenha ensino superior, adicione apenas o curso, local e ano de conclusão da graduação (conforme Exemplo 2), não é necessário que acrescente informações com relação ao primeiro e segundo grau.

Exemplo 1:

Segundo grau completo - Escola Estadual Nossa Senhora de Fátima (Rio de Janeiro) - Concluído em 2001.

Exemplo 2:

Graduação em Administração  – Universidade Federal do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro) – Concluída em 2009.

3) Aponte suas qualificações

Em tópicos ou em texto corrido, conte para o recrutador quais as suas principais qualificações, aqueles atributos que você aprendeu ao longo dos estudos ou vida profissional.

Exemplo:

- Excel: conhecimento avançado e alta habilidade na produção de tabelas complexas;

- Redes sociais: planejamento e produção de conteúdos, noções básicas de Facebook Ads, habilidade em produzir relatórios descritivos. 

4) Experiências profissionais

Aqui é o momento de elencar as suas experiências profissionais mais atuais e relevantes. Essa parte é muito importante para que o recrutador saiba onde você já trabalhou, quando, por quanto tempo, o que fez lá. 

Para organizar todas essas informações, siga o modelo abaixo: 

- Nome da empresa;

- Período em que trabalhou lá (ou se ainda trabalha);

- Site ou Linkedin da empresa (se não tiver nenhum dos dois, escreva apenas o segmento da empresa);

- Cargo/função;

- Atividades que você realizou (ou realiza) na empresa.

5) Cursos & eventos

Caso você tenha feito algum curso ou participado de algum evento que considere relevante para o que você está buscando, adicione-o ao final do currículo. 

Exemplo: 

Curso de excel avançado, pelo Senac. Rio de Janeiro (RJ), 2010.

Sim ou não?

- Foto no currículo

Colocar foto em currículo só é interessante se o recrutador tiver essa exigência na descrição da vaga, caso contrário, é recomendável que você mantenha o seu currículo sem foto.

- Recursos gráficos 

Caso você esteja em busca de uma vaga na área de design, arquitetura ou áreas que envolvem arte e criatividade, fazer um currículo “diferentão” pode fazer o seu documento se destacar positivamente entre os demais. 

Contudo, caso você esteja em busca de uma oportunidade fora desse universo das artes e design, opte por modelos de currículos mais tradicionais. 

Fonte: Guia da Carreira

Leia também