Como conseguir emprego pelo LinkedIn?

O LinkedIn é uma rede social voltada para o mercado de trabalho. Conheça maneiras de se destacar e conseguir um emprego por lá.

O LinkedIn é uma rede social com foco profissional
O LinkedIn é uma rede social com foco profissional - Shutterstock

por Loyane Lapa
Publicado em 28/11/2021 às 15:30
Atualizado às 15:30

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

No ar desde o ano de 2003, o LinkedIn é uma das redes sociais que mais se destacam na internet. E por ter um foco na área profissional, essa é uma ótima ferramenta para se recolocar no mercado de trabalho ou para trocar experiências sobre emprego.

Diferentemente do Glassdoor, outra plataforma voltada para esse cenário, no LinkedIn é possível alimentar a rede com conquistas profissionais, reconhecimentos a colegas de equipe, participar de fóruns e até realizar cursos extracurriculares.

Além disso, o LinkedIn é uma rede social formal. Ou seja, você dificilmente vai se deparar com memes ou posts descontraídos. Então é importante ter em mente que essa é uma rede social estratégica para a busca de empregos.

Se você está em busca de uma oportunidade de emprego, essa é uma grande chance de conseguir. Por isso, confira dicas de como conseguir emprego pelo LinkedIn.

1. Tenha um perfil completo por lá

O primeiro passo para conseguir um emprego pelo LinkedIn é justamente ter um perfil por lá. Nesse sentido, é importante criar uma conta com todas as suas informações pessoais e de contato, área de formação e passagens profissionais, além incluir palavras-chave para que as pessoas te encontrem por meio de pesquisa. 

É comum encontrar pessoas com a descrição “Em busca de recolocação profissional”, mas manter isso no seu perfil é furada. Se você trabalha com administração, você pode incluir palavras-chave como: “Auxiliar Administrativo | Atendimento | Faturamento | Financeiro” que dão mais possibilidades de você ser encontrado por um recrutador em busca de alguém que atue nessa área. 

Não se esqueça de incluir uma foto de perfil profissional, uma imagem de capa que reflita a sua área de atuação, e claro, adicione amigos ou profissionais que possuam perfis na rede que tenham a ver com a sua profissão.

2. Interaja com suas conexões

Assim como no Facebook e no Instagram, é muito importante que você interaja com seus amigos no LinkedIn. Mas, diferentemente dessas redes, no LinkedIn os amigos são chamados de conexões.

Se a empresa que você atuou profissionalmente estiver no LinkedIn ou até mesmo pessoas que estudaram no mesmo colégio ou universidade que você, o LinkedIn indicará esses integrantes com pontos em comum para adicionar a sua rede.

Mas não foque somente em conhecidos. Adicione também pessoas de áreas diferentes, recrutadores de grandes empresas e áreas correlatas ao seu escopo profissional.

3. Siga empresas

No LinkedIn, também é possível que os interessados sigam empresas. E o lado legal disso, é que você pode criar alertas de emprego em cada uma delas. Sendo assim, toda vez que a empresa abrir uma vaga com o seu escopo profissional, você será notificado para enviar a sua candidatura. 

A maioria das empresas grandes possuem um perfil muito ativo nas redes sociais, o que faz com que elas também criem postagens visando a interação de usuários. Por isso, não se esqueça de seguir essas empresas também.

4. Participe de discussões

Uma maneira de destacar-se dos demais no LinkedIn é justamente participando de discussões. Ao dar o seu ponto de vista em uma postagem, você pode encontrar outras pessoas que concordem ou discordem e criar fóruns saudáveis. 

5. Crie o seu conteúdo

O LinkedIn é uma rede social muito utilizada, mas não são todos os que estão dispostos a criar conteúdo sobre sua vida ou determinados assuntos. Como resultado, aqueles que criam conteúdos diários se destacam dos demais.

Mas tente inovar! Relembre suas conquistas e desafios profissionais, realize enquetes, parabenize colegas de trabalho, entre outras oportunidades de conteúdo que façam sentido para essa rede. 

É possível encontrar muitas histórias inventadas por lá, mas esses são conteúdos que não valem a pena para aqueles que estão em busca de um emprego pelo LinkedIn. 

6. Fique atento aos posts de empresas e hashtags

Algumas empresas preferem criar recrutamentos sem utilizar a ferramenta de vagas do LinkedIn. Então é muito comum encontrar anúncios de vagas somente por postagens da própria empresa. 

Outra dica válida é ficar de olho em hashtags estratégicas como Vagas + sigla do estado que reside, como por exemplo, #VagasRJ ou #VagasSP. Essas “vagas ocultas” existem em bastante quantidade, por isso, fique de olho!