Empreendedorismo Feminino: conheça a história de Luiza Lugli Tolosa, sócio-fundadora da Cervejaria Dádiva

Neste Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, trouxemos a história de Luiza à frente da cervejaria artesanal eleita duas vezes a melhor do Brasil.

Hoje, Luiza Lugli Tolosa é uma das vozes mais importantes do mercado cervejeiro
Hoje, Luiza Lugli Tolosa é uma das vozes mais importantes do mercado cervejeiro - Divulgação

por Loyane Lapa
Publicado em 19/11/2021 às 10:30
Atualizado às 10:30

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Já dizia a frase “lugar de mulher é onde ela quiser”.Então, porque não contar a história de mulheres que estão conquistando seu espaço num mercado considerado “masculino” e subvertendo essa lógica, não é verdade?

Neste dia, trouxemos a história de Luiza Lugli Tolosa, sócia-fundadora da Dádiva, uma cervejaria artesanal eleita duas vezes a melhor cerveja do Brasil, segundo a Rate Beer.

Luiza é administradora de empresas, formada pela Universidade de São Paulo (USP) e viu na cerveja artesanal um nicho promissor. Foi assim que surgiu a Dádiva, no ano de 2014.

Na época, sua decisão foi prática: “Já tinha vontade de empreender e esse era um mercado em ascensão no Brasil”, conta.

Mas antes disso, Luiza se debruçou sobre os estudos de Sommelier e Análise Sensorial para conhecer melhor o mercado em que a Dádiva iria atuar. “Além de os cursos me ofereceram muito conhecimento teórico e prático sobre estilos, criei uma ótima rede de relacionamentos com alunos e professores que abriram muitas portas para mim”, relembra.

E mesmo com pouco tempo de atuação no mercado cervejeiro, Luiza se tornou em uma das principais porta-vozes desse setor. No total, foram sete anos de estrada até chegarmos aos dias de hoje.

Um dos pilares centrais da Cervejaria Dádiva é a equidade de gênero em sua fábrica. E para isso, a cervejaria se propõe a manter seu quadro de funcionários com a mesma quantidade de mulheres e homens.

Lá, as mulheres exercem funções tanto de processos de produção, quanto a frente dos cargos de gestão. E desde a sua criação, a empresa promove diversas campanhas de incentivo à liberdade e aos direitos das mulheres.

Além disso, essa é uma cervejaria que se desafia e aprimora a todo tempo, explorando suas possibilidades cada vez mais a fundo, com originalidade. Nesse sentido, a Cervejaria Dádiva é reconhecida pela sofisticação, cuidado na seleção de ingredientes, elaboração de receitas, escolha de parceiros, e principalmente, pela maneira como se posiciona, se engaja e se comunica com o mundo. 

E o resultado desse empreendedorismo feminino de sucesso resulta em frutos muito importantes para a Cervejaria Dádiva, como uma das mais importantes produtoras de cervejas artesanais do país.

Por dois anos consecutivos (2019 e 2020), a Dádiva foi escolhida como a melhor cervejaria do Brasil pelo Rate Beer, um dos portais mais importantes do mundo no que se refere a cervejas.

Atualmente, os planos da Cervejaria Dádiva se concentram na expansão de horizontes das bebidas artesanais. Por isso, além de ser comercializada em empórios, bares e e-commerces espalhados pelo Brasil, as cervejas artesanais de Luiza passaram também a ganhar espaço em países como Holanda, Dinamarca, Suécia, Suíça, Bélgica, França, Finlândia, Luxemburgo e muitos outros países.

O processo de exportação das cervejas artesanais da Dádiva começou no ano de 2018, e ano após ano, as cervejas conquistavam países diferentes. Isso tudo aconteceu graças a uma especialização em exportação realizada por Luiza, que aprendeu muito sobre o tema e soube absorver tudo aquilo que era importante.

Segundo ela, o que facilitou essa abertura de fronteiras foi, além da qualidade das cervejas e de muito estudo, a participação da cervejaria em eventos internacionais, o bom relacionamento com os importadores e a produção de cervejas em colaboração com cervejarias de outros países.

Hoje em dia, Luiza Lugli Tolosa é colunista do aplicativo Cervejar, que possui conteúdos sobre o mercado cervejeiro e de criação dos organizadores do evento cervejeiro Mondial de la Bière.

Então, se você é uma empreendedora que atua em um mercado que possui um viés “masculininizado”, erga a cabeça! Existem milhares de mulheres por aí conquistando espaço e se tornando referência naquilo que fazem. Inspire-se e faça o mesmo!