Saiba como emitir a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica sendo MEI

É prestador(a) de serviço e não faz ideia de como emitir a nota fiscal? Confira no texto algumas orientações preciosas

Nota Fiscal de Serviços Eletrônica
Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - Shutterstock

por Gabriela Campos
Publicado em 09/07/2021 às 15:00
Atualizado às 15:00

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Se você é MEI, atua como prestador(a) de serviço e precisa emitir a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica, mas não faz ideia de “como” ou “por onde”, vem com a gente que o Finanças & Empreendedorismo chegou para te dar uma forcinha nessa missão. 

Abaixo, listamos algumas perguntas e respostas que irão deixar os caminhos em busca da sua nota fiscal mais claros. 

O que é a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica?

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, é o documento emitido e armazenado eletronicamente em sistema próprio da prefeitura, com o objetivo de registrar as operações relativas à prestação de serviços.

Eu já criei minha MEI. Isso quer dizer que eu já posso emitir minha Nota Fiscal de Serviços Eletrônica?

Sim e não. A criação da MEI é um dos passos em direção à emissão deste tipo de nota, já que para isso você precisará do CNPJ, Razão Social e Nome Fantasia, mas uma coisa não está interligada diretamente à outra.

Como eu faço então para emitir a minha Nota Fiscal de Serviços Eletrônica? 

Primeiramente, saiba que a emissão da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica será feita diretamente pelo site da prefeitura do município em que fica localizada a sua empresa.

Na cidade de São Paulo, por exemplo, o site é chamado Nota do Milhão: http://notadomilhao.prefeitura.sp.gov.br/

Para que você consiga emitir a nota você deve cadastrar a sua empresa na prefeitura. Para isso, acesse o site da prefeitura do município em que sua empresa foi aberta e faça o cadastro municipal da mesma (antes, este processo era feito presencialmente, contudo, por conta da pandemia, este processo está sendo feito de maneira 100% digital por grande parte das prefeituras).

O cadastro, na maioria dos casos, é feito dentro do espaço da Secretaria da Fazenda, contudo, ele pode variar de prefeitura para prefeitura. Caso não encontre com facilidade essa informação, recomendamos que você vá até a barra de pesquisa do site da prefeitura em questão e digite: Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Testamos aqui e, em boa parte dos sites municipais, nessa tela há uma explicação de qual link acessar para o cadastro.

Para o cadastro, tenha em mãos os seus dados pessoais, como: CPF, RG, Endereço completo, Telefone de Contato e E-mail. Além disso, aqui também será solicitado alguns dados da sua empresa, como: CNPJ, Razão Social e Nome fantasia.

Com o cadastro feito e todos os passos indicados pela prefeitura do seu município seguidos, você receberá um login e senha, o qual utilizará sempre que precisar fazer a emissão de uma nota fiscal.

Eu preciso armazenar as minhas notas fiscais? 

Por se tratar de uma nota eletrônica, todas as notas que você emitir junto ao site da prefeitura ficarão armazenadas no sistema daquele município, contudo, é muito importante que você tenha acesso a todas as notas que emitiu por pelo menos 5 anos.

Por isso, recomendamos que você utilize uma planilha ou até mesmo um caderno de registro para organização destas notas e as deixe sempre armazenadas em seu dispositivo também, de uma maneira que fique fácil para você encontrá-las. Não custa nada ser precavido(a), né?!

Fonte: Nath Finanças e Prefeitura de São Paulo 

Leia também