4 dicas práticas para ganhar dinheiro com seu negócio

Quer empreender, mas não sabe como dar o primeiro passo? Confira as dicas do CEO Caio Gazin!

Dicas para empreender
Dicas para empreender - Shutterstock

por Redação FE
Publicado em 07/07/2021 às 11:26
Atualizado às 11:26

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Ter um negócio próprio é o sonho e a realidade de muitos brasileiros, ainda mais durante este período de pandemia, em que muitos acabaram perdendo o emprego e, por não conseguirem se recolocar no mercado de trabalho, viram no empreendedorismo um caminho para geração de renda. 

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), publicados no ano passado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que o Brasil já tem 24,5 milhões de trabalhadores autônomos, mais de 10% da população.

Junto com esse desejo de empreender, porém, surgem dúvidas e inseguranças que são inevitáveis e mais comuns do que a gente imagina. Perguntas como: “como eu vou fazer para começar o meu negócio?”, “como eu vou conseguir me manter firme nessa jornada de empreendedorismo?” e "como eu vou fazer o meu negócio ser lucrativo?" são quase um pré-requisito para quem está começando na vida de empreendedor. 

Caio Gazin, CEO da Gazin Semijoias, também passou pelo processo de planejamento e incertezas ao abrir o seu próprio negócio. Hoje, anos depois e com muita experiência na bagagem, ele dá quatro dicas para você ir em frente e tirar os seus planos de abrir uma empresa do papel, mostrando que todas as dificuldades, preocupações e inseguranças são naturais no início, mas facilmente contornáveis. Confira abaixo:

1) Faça uma pesquisa de mercado 

Primeiro de tudo, faça buscas sobre a sua concorrência dentro do mercado escolhido, listando os seus pontos fortes e fracos. Na prática, o que você precisa fazer é mergulhar no mercado que você escolheu. Seu negócio vai ser uma padaria? Então é hora de conhecer as padarias da sua cidade e, principalmente, da região em que você pretende atuar. Veja o que elas têm de bom e de não tão bom assim.

“Trace também o perfil de seus clientes e dos seus fornecedores, além dos produtos e serviços que poderão ser ofertados dentro do seu negócio”, explica Caio. Como explicado acima, o melhor jeito de fazer isso é visitando presencialmente os lugares, buscando na internet ou fazendo uma consultoria com empresários que são especialistas no ramo.

2) Defina o modelo de negócios 

Depois de pesquisar sobre o mercado, é hora de determinar o que faz mais sentido para você e o que se encaixa melhor no seu plano de ideias. Existem prós e contras, tanto para abrir uma empresa própria, como para abrir uma franquia de negócios. “A principal diferença é a de que abrindo um negócio próprio, você terá mais autonomia, flexibilidade e liberdade para criar dentro da empresa. Já com a franquia, você contará com mais suporte e segurança em relação ao lucro e sua empresa já nascerá com um nome conhecido”, ressalta o empresário.

3) Monte um plano de negócios

O plano de negócios nada mais é do que colocar no papel tudo o que você está pensando, a fim de organizar todas as ideias. “É um planejamento onde você descreverá o seu negócio, os objetivos que você criou e o que deve ser feito para alcançá-los", explica Caio. 

Quando você for criar o plano de negócios da sua empresa, deverá responder perguntas como “Qual é o motivo da criação da empresa?”; “Qual ramo a empresa atua?”; "Quais são os diferenciais da empresa no mercado?”; e “Quanto será investido no projeto?”, entre outras. 

“Com um bom plano em mãos, o empreendedor consegue antecipar-se aos possíveis erros e conhecer todos os pontos fortes e fracos do negócio, permitindo que ele chegue ao mercado com mais segurança e conhecimento”, afirma Caio.

4) Tenha um bom posicionamento de marketing

Nos dias de hoje, o marketing é essencial para que sua empresa progrida e gere lucros. O posicionamento de marketing consiste nas estratégias e ações adotadas pela empresa com o objetivo de fazer divulgações dos produtos ou serviços oferecidos por ela, a fim de posicionar a marca de maneira assertiva e clara no mercado. 

“Marque presença nas redes sociais e use-as a seu favor. Produza conteúdo para o seu público, divulgando o que você tem para oferecer e tentando estabelecer uma confiança com ele por meio da internet”, orienta o CEO. 

Fonte: Gazin Semijoias

Leia também