Qual a importância do Produto Interno Bruto (PIB) para a economia brasileira?

O PIB é um importante indicador da economia brasileira. Entenda agora qual a sua importância para o desenvolvimento do país.

O Produto Interno Bruto (PIB) é um dos indicadores de desempenho mais importantes do Brasil
O Produto Interno Bruto (PIB) é um dos indicadores de desempenho mais importantes do Brasil - Shutterstock

por Loyane Lapa
Publicado em 22/12/2021 às 10:30
Atualizado às 10:30

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Toda e qualquer pessoa que já parou para ler ou se aprofundar um pouco mais em notícias econômicas, já tomou com esse termo. E é por isso, que o Produto Interno Bruto (PIB) é hoje um dos indicadores mais importantes de desempenho do Brasil.

Isso porque, o PIB é uma forma encontrada para quantificar a atividade econômica de um país. Feita através da soma de todos os valores monetários gerados pelo território. 

Nesse sentido, a função do PIB é traduzir em números estatísticos todos os bens e serviços produzidos nos estados do Brasil. A partir dessa soma é possível saber se a produção econômica de um país está em alta ou em queda. 

Apesar deste indicador ser utilizado para falar em escala nacional, o PIB pode ser calculado utilizando também os dados de um estado ou cidade. Ou seja, é possível saber também o quanto a sua cidade ou estado está gerando riquezas para o país.

Assim como também é possível analisar somente setores específicos, como o agricultura ou a indústria, por exemplo. Juntamente com a área de serviços, esses costumam ser os três pontos mais observados na arrecadação do mercado brasileiro.

Vale lembrar que o PIB é importante para o Brasil e para o mundo, já que essa maneira de quantificar a alta ou queda da economia é utilizada também por outros países. 

Mas o que isso significa?

De forma resumida, podemos dizer que o PIB brasileiro está em alta quando esses principais segmentos (agricultura, serviços e indústria) apresentam um bom resultado financeiro em um ano.

Assim como é possível dizer que o PIB está em queda quando esses setores apresentam um resultado abaixo do esperado, movimentando menos dinheiro em território nacional. 

Para chegar ao número exato do PIB, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), precisa realizar levantamentos e pesquisas através de dados existentes sobre cada setor em determinado período. E, ao fim desses períodos, essa divulgação é externalizada e compartilhada para o país, por meio da imprensa. 

Além disso, o período de análise do PIB (soma de todos os dados sobre bens, serviços e agricultura) pode ser feito de maneira trimestral ou anual. Há ainda maneiras de prever como ficará o PIB no próximo ano, por exemplo, através de estatísticas.

Existem também outros dados relevantes para o cálculo do PIB. São eles:

  • Balanço de pagamentos do Banco Central;
  • Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA);
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador da inflação brasileira.

Nesse sentido, a referência de cálculo é sempre o valor final, ou seja, o preço que determinado produto chega ao consumidor, assim como impostos sobre bens e serviços também fazem parte do somatório do PIB.

Qual a importância do indicador para a economia brasileira?

O Produto Interno Bruto (PIB) é um importante instrumento de identificação da economia, já que com ele, é possível identificar se o Brasil está em crescimento ou em queda. E isso porque, com ele é possível entender o consumo por conta da quantidade de dinheiro que está em circulação no país.

E mesmo não envolvendo necessariamente essa área, o PIB é também um importante indicador de ofertas de trabalho e geração de emprego em um país. Até porque, para que a economia cresça, é necessário que os habitantes façam esse dinheiro circular.

E, de modo geral, o PIB é importante para o desenvolvimento econômico. Afinal, um PIB alto possui o poder de atrair novos investidores, e consequentemente, mais dinheiro sendo injetado na economia. 

Por fim, vale ressaltar que o PIB possui caráter econômico. Então questões mais profundas, que analisem a conjuntura social ou ainda a distribuição de renda não são consideradas para o cálculo.