Mercado prevê nova elevação para a taxa Selic

De acordo com o Boletim Focus divulgado sexta-feira (07), a previsão é de aconteça uma nova elevação para a Taxa Selic, fechando 2022 com 11,75%.

A próxima reunião do Comitê de Política Monetária acontece dias 1º e 2 de fevereiro
A próxima reunião do Comitê de Política Monetária acontece dias 1º e 2 de fevereiro - Shutterstock

por Loyane Lapa
Publicado em 10/01/2022 às 13:45
Atualizado às 13:45

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Na última sexta-feira, o Banco Central fez a divulgação do primeiro Boletim Focus de 2022. Trata-se de um periódico publicado semanalmente que faz previsões para importantes índices como o câmbio, IPCA e IGP-M. Nesta primeira edição do ano, a previsão é de que haja uma nova elevação para a taxa Selic.

A Selic é a principal referência da taxa básica de juros no Brasil e a sua movimentação influencia boa parte da economia do país. Isso vai desde a um empréstimo feito por alguém, investimentos e até a inflação da própria moeda utilizada, o Real.

Nesse sentido, a taxa Selic serve para estabilizar a economia, evitando descontrole de preços como os que já ocorreram em décadas anteriores, em períodos de hiperinflação. 

Seu funcionamento se dá especificamente pela sua elevação ou queda. Em períodos de queda da taxa Selic, o crédito se torna mais acessível, estimulando assim o consumo da população. Já em períodos de alta, esses serviços passam a ficar mais caros, diminuindo o consumo e, consequentemente, controlando a inflação do Real.

Segundo o Boletim Focus, a expectativa é de que a taxa Selic tenha novas elevações e feche o ano de 2022 com 11,75%. A última vez que um ano se encerrou próximo deste mesmo nível foi em 2017.

O problema de ter a taxa Selic com valores acima de dois dígitos é que as coisas ficam mais caras, prejudicando principalmente a população mais pobre. Neste ano, o salário mínimo foi reajustado apenas levando em consideração a inflação, sem receber um aumento real. Como resultado, o custo de vida fica mais caro. 

Quando serão as próximas reuniões para elevação da taxa Selic?

A elevação ou queda da taxa Selic é realizada pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. A cada 45 dias, esse Comitê se encontra para decidir a taxa básica de juros da economia brasileira.

Essas reuniões têm duração de 2 dias e, ao fim da última sessão, é divulgada a nova taxa de juros. Também são divulgadas as atas dessas reuniões e os pareceres técnicos sobre a tomada de decisão. 

Em 2022, vão acontecer 8 reuniões, sendo a primeira delas no início de fevereiro. Veja abaixo quando acontecerão os encontros:

  • 1º e 2 de fevereiro;
  • 15 e 16 de março;
  • 3 e 4 de maio;
  • 14 e 15 de junho;
  • 2 e 3 de agosto;
  • 20 e 21 de setembro;
  • 25 e 26 de outubro;
  • 6 e 7 de dezembro.