ETF de Bitcoin: fundo de investimentos estreia em Wall Street

Após o anúncio de que um ETF de Bitcoin seria criado em Nova York, a criptomoeda disparou em mais de 40% em apenas um mês

Entrada da Bolsa de Nova York na estreia do BITO, ETF de Bitcoin
Entrada da Bolsa de Nova York na estreia do BITO, ETF de Bitcoin - Reprodução: Twitter - NYSE

por Loyane Lapa
Publicado em 20/10/2021 às 10:45
Atualizado às 10:45

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

Na última terça-feira, dia 19, a bolsa de Nova York estreou o seu primeiro fundo de investimentos (ETF) indexado ao Bitcoin. Apesar de já existirem versões dessa categoria de ETF atrelada a criptomoedas no Brasil, na Ásia e no Canadá, essa foi a primeira abertura desse tipo de investimento em Nova York, principal bolsa financeira do mundo.

Essa é uma medida que busca trazer uma maior popularidade e adesão de investidores às criptomoedas, uma vez que muitos ainda possuem receio na hora de optar por essa categoria de investimento. 

Para aplicar em ETF de Bitcoin, os investidores terão que aplicar em contratos no mercado futuro vinculados à criptomoeda. A princípio, o ativo se apresenta com o nome de ProShares Bitcoin StrategyETF (BITO), o investimento fechou em alta de 4,95% a US$ 41,98 por título. 

E foi graças a esse evento que, nesta semana, o Bitcoin tem apresentado altas históricas na sua cotação. No dia do lançamento, o bitcoin manteve sua ascensão no mesmo ritmo do fundo ETF (+4,42%), chegando a US$ 64.056 , perto de seu recorde de abril (US$ 64.870).

Ou seja, a chegada desse produto financeiro era, sem dúvidas, uma das mais esperadas do mercado. E foi exatamente isso que impulsionou a alta da moeda que promete chegar a US$ 100 mil até o final deste ano.

Vale lembrar que o ETF de Bitcoin é um fundo de investimento indexado à criptomoeda Bitcoin. Nesse sentido, a pessoa que opta por investir não está necessariamente comprando Bitcoins, mas o dinheiro do investimento está vinculado às variações do Bitcoin, sejam elas de alta ou de queda.

Antes da realização do lançamento, a NYSE (New York Stock Exchange) fez tweets alertando aos investidores sobre os riscos e benefícios de optar por essa categoria de investimentos. 

"Antes de investir em um fundo que tem contrato futuro com bitcoins, assegure-se de ter pesado os riscos e os benefícios"

Veja abaixo o tweet com algumas imagens da estreia do ETF de Bitcoin nos Estados Unidos:

Fontes:G1 e AFP.

TAGS