Prevenir a inadimplência de clientes é possível; saiba como!

Atitudes práticas te ajudarão a minimizar as dívidas de seus clientes

Calculadora, notas de R$100, caneta e boletos
Calculadora, notas de R$100, caneta e boletos - Shutterstock

por Gabriela Campos
Publicado em 28/06/2021 às 11:36
Atualizado às 11:36

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

O funcionário da empresa faz uma venda gigante, a qual o faz bater a meta mensal e o deixa feliz da vida. Esse cenário tinha tudo para ser perfeito, mas já imaginou quando isso tudo acontece e o cliente simplesmente leva o produto para a casa, pega o carnê, guarda no bolso e não realiza o pagamento? Essa é uma realidade que vem se tornando cada dia mais comum no Brasil. 

Com a pandemia da Covid-19 e o agravamento da crise econômica ocasionado por ela, muitos brasileiros vêm mergulhando em um mar de dívidas sem fim. De acordo com dados do Serasa Experian, em abril de 2021, 63 milhões de brasileiros possuíam contas em atraso.

O problema é real, mas segundo o SPC Brasil, algumas mudanças práticas na forma com que a empresa se relaciona e vende seus produtos e serviços podem ajudar a diminuir a inadimplência de seus clientes. 

Por que devo me preocupar com a inadimplência?

Para entender a importância da prevenção da inadimplência, é essencial que o empresário veja a saúde financeira de sua empresa como algo cíclico. Na maioria das empresas, o ciclo ocorre da seguinte forma: primeiro, o empresário investe seu capital e compra o produto a ser vendido; depois, ele o vende para seu cliente e recebe por isso; na sequência, ele aplica o dinheiro que recebeu com a venda na compra de novos produtos. 

Quando o ciclo gira de maneira ininterrupta, a saúde financeira do negócio vai bem. Contudo, quando há algum entrave, como o não recebimento pela venda de algum produto ou serviço, as coisas começam a travar e podem levar a empresa a contrair dívidas. Afinal, sem dinheiro entrando em caixa, a empresa fará de tudo para prosseguir com o ciclo, o que inclui o seu próprio endividamento.

Como prevenir a inadimplência em meu negócio

Para evitar que seu negócio perca a fluidez desse ciclo, algumas medidas práticas que ajudam a prevenir a inadimplência de seus clientes podem ser ótimas aliadas. Confira abaixo as dicas que o SPC Brasil indica: 

1) Incentive o pagamento à vista ou com cartão de crédito

Na internet, os brasileiros fazem diversas piadas ligadas aos tão falados “boletos” - não é à toa que eles viraram até algo cringe, segundo os jovens da Geração Z. Contudo, em muitos negócios, os boletos e carnês vêm se tornando grandes vilões.

Quando um cliente faz o pagamento de uma compra parcelado no carnê, a empresa corre o risco daquele dinheiro nunca chegar ao seu caixa, já que não há uma garantia de que o cliente irá honrar com os pagamentos do mesmo dentro do vencimento. Contudo, quando um cliente faz o pagamento via cartão ou até mesmo à vista, a história muda, já que ele se torna um pagamento seguro.

Se o cliente pagar à vista, o dinheiro entrará no seu caixa automaticamente. Se ele parcelar via cartão, no prazo determinado ele também entrará no seu caixa. Ou seja: que tal incentivar seus clientes, seja com descontos ou outros tipos de promoções, a utilizarem essas duas formas de pagamento?

O SPC alerta, porém, que no caso dos pagamentos via cartão de crédito, “é necessário analisar se a empresa tem o capital de giro necessário para suportar vendas como essas e se as operadoras de cartão de crédito possuem taxas acessíveis”.

Por isso, empresário, analise as formas de pagamento oferecidas em seu negócio e se certifique de que elas estão sendo rentáveis. É claro que um pagamento via carnê ou boleto bancário atrai mais clientes, mas é preciso colocar essa atração na balança e se perguntar: está valendo a pena, financeiramente? 

2) É hora de mandar um: “oi, lembra de mim?”

É comum algumas pessoas acabarem “comendo barriga” na hora de pagar suas contas do mês. Quem nunca pagou o mesmo boleto duas vezes ou simplesmente se esqueceu de uma determinada conta que atire a primeira pedra. 

Pensando nisso, mandar um lembrete para os seus clientes dias antes do vencimento de determinada cobrança pode ser uma ótima forma de prevenir possíveis esquecimentos ou erros.

Contudo, vale reforçar aqui que se trata de um lembrete, não de uma cobrança constrangedora, ok?! Por isso, use uma linguagem amigável e simpática. Nada de ameaças!

Exemplo dado pelo SPC Brasil: Olá José! A fatura do seu cartão de crédito, no valor de xx reais, vence no dia xx. Para realizar o pagamento, acesse a sua fatura em xxx.

3) Reforço positivo no pagamento em dia 

O cliente que paga suas contas em dia, normalmente recebe em troca a ausência de dívidas e o risco de sujar seu nome e de pagar juros por atraso no pagamento, certo? Certo!

Mas que tal você oferecer algo a mais ao seu cliente fiel, como um desconto extra ou um programa de fidelidade voltado para aqueles que realizam os pagamentos dentro do prazo proposto?

Lembre-se que manter clientes que são bons pagadores é algo de extrema importância para a saúde de seu negócio e para manter o ciclo girando sem entraves.

Fontes: SPC Brasil e Serasa Experian 

Leia também