Como evitar que seu cartão de crédito se torne o vilão da sua saúde financeira

Dicas simples para você ficar longe de possíveis dívidas de cartão de crédito

Cartão de crédito
Cartão de crédito - Shutterstock

por Gabriela Campos
Publicado em 27/06/2021 às 14:00
Atualizado às 14:00

COMPARTILHEFacebook Finanças e EmpreendedorismoPinterest Finanças e Empreendedorismo

O cartão de crédito entrou no dia a dia dos brasileiros como o grande sucessor do talão de cheque, transformando-se no modo de pagamento queridinho da nação. Contudo, para algumas pessoas a fase de “queridinho” do cartão de crédito durou pouco, sendo logo substituída pela fase de “grande vilão” da saúde financeira.

Essa mudança de personagem, porém, pode ser evitada se alguns cuidados básicos forem seguidos pelos usuários dos cartões. 

Quantos cartões de crédito você tem?

Se você tem apenas um cartão, você tem passagem direta por aqui: pode ir direto ao tópico abaixo! Agora, se você tem mais de um, reflita nessas duas perguntas: quantos cartões você tem e por quê?

Se o problema for limite, entre em contato com as operadoras dos cartões e tente um aumento suficiente para que você possa eliminar os demais com tranquilidade. Se for para separar gastos (por exemplo: despesas de alimentação, lazer, etc.), o próximo tópico te ajudará nessa questão. 

Faça o acompanhamento dos seus gastos

Seria um sonho se o cartão de crédito fosse um cartão mágico, o qual você gasta e não precisa pagar? Seria, mas infelizmente esse sonho está looonge de se tornar realidade.

Por isso, se a realidade é que os gastos que você realiza no cartão devem ser pagos, é imprescindível que você tenha controle sobre como andam estes gastos.

O ideal aqui é você fazer o acompanhamento de tudo que você passa no cartão, através de algum aplicativo de organização financeira ou de uma planilha (on-line ou off-line). Quanto você gastou no mercado no último mês? Com combustível? Com lazer? Em quanto está a sua fatura atual? O acompanhamento dos gastos é o melhor amigo do seu bolso nessas horas!  

Importante: se você já tentou e não conseguiu utilizar apps ou planilhas para este controle, baixe o aplicativo do seu banco e esteja sempre de olho no valor da fatura. Esse é um hábito bem básico, mas que poderá também te ajudar nessa missão de não deixar o cartão de crédito se transformar em um super-vilão.

Atenção aos parcelamentos

Pode parcelar? Não é o ideal, mas pode! 

Pode parcelar sem ter certeza que a parcela cabe no seu orçamento do mês? Nãooo!

A opção de parcelamento do cartão deve ser utilizada apenas em casos de extrema necessidade e, ainda assim, é importantíssimo que antes disso você analise o seu controle de gastos para confirmar se essa nova parcela realmente se encaixa ali. 

Uma parcela baixa, quando somada a outras parcelas baixas, pode ser motivo de grande dor de cabeça para você!

E as cobranças automáticas, como estão?

Você sabe quanto você gasta, mensalmente, com cobranças automáticas, como assinaturas de streamings, delivery de restaurantes, contas de luz/água/telefone e aplicativos de transporte?

Localize a sua última fatura, faça as contas e veja qual a porcentagem deste tipo de gasto em seu orçamento mensal atual. Levou um susto, eu sei, mas calma que tem salvação!

Agora você fará o movimento contrário: faça as contas e veja qual o valor que você pode gastar no mês com cada tipo de serviço para que a sua saúde financeira seja mantida. Determine este valor em sua planilha ou aplicativo de despesas e fique de olho para não ir além dele.

Leia também